Thandrys

Thandrys nasceu dez mil e quinhentos anos antes da Primeira Guerra. Nascido na antiga cidade de Suramar, durante o que pode ser chamado de apogeu da cidade.

Suramar era a segunda cidade mais importante do Império dos Elfos Altaneiros. Era uma cidade grandiosa, que compreendia vasta extensão de terra. Era uma cidade vibrante, de arquitetura impecável e beleza ímpar.

Conforme Thandrys foi crescendo, ele se interessou pelo exército de Suramar. Com o tempo, ele ingressou na Vigia Crepuscular e iniciou seu treinamento de Guerreiro.

Thandrys sempre foi um aluno dedicado e se tornou um soldado na Vigia Crepuscular bastante respeitado. No entanto, ele nunca estaria preparado para o que estava por vir. Com o abuso do uso da magia por parte dos Elfos, a Legião Ardente estava chegando em Azeroth.

A Rainha Azshara havia feito o pacto com Sargeras para abrir o portal para a Legião invadir Azeroth. Apesar de Elisande a princípio não se colocar contra a Rainha, ela percebeu que esse portal seria a ruína de Suramar e do Reino dos Elfos. A resistência Kaldorei já estava em sério risco de ser sobrepujada pela forças da Legião quando ela resolve agir.

Elisande resolve então juntar seus magos e criar uma barreira protetora ao redor de uma parte de Suramar. Com essa medida, ela garantiria a sobrevivência de parte da população. A Guerra causa então a grande cisão, que divide o mundo e submerge grande parte do território da cidade. Do ponto de vista de quem estava dentro da barreira, o mundo lá fora acabara de ser destruído.

Thandrys, como membro da Vigia Crepuscular, fora designado para ajudar a organizar os assentamentos dentro da parte da cidade que sobrevivera. Naquele momento, ele sabia que estaria indefinidamente preso à sua cidade. Estava vivo, porém o destino a todos os elfos ali se mostrava deveras sombrio.

Elisande então consegue construir a Nascente da Noite, para saciar a fome crescente do povo que ali estava. Essa nova fonte de poder transforma todos elfos ali em algo diferente, que hoje conhecemos como os Shal’dorei, os filhos da noite. A abstinência ao poder levava os elfos à loucura e eventualmente entrarem num estado de insanidade chamado de “fenecido”.

Com o tempo, Elisande passou a regular o fornecimento de alimento e com isso a controlar as tensões políticas da cidade na base da fome. Durante dez mil anos Suramar sobreviveu cativa e viciada. Thandrys via aquilo como única forma de manter a ordem, de uma sociedade à beira de um colapso, lutando por sua sobrevivência.

Com a nova chegada de Gul’dan e a imposição de seus termos, Elisande se viu obrigada a fazer um pacto e aceitar a presença da Legião Ardente, para preservar a vida de seu povo. Isso enfureceu e enojou boa parte da população. Muitos foram expulsos da cidade, para fenecer e morrer. A Primeira Arcanista Thalyssra foi uma das primeiras a serem expulsas da cidade, juntamente com seu amigo Chefe Telemante Oculeth.

Thandrys, que tinha muito apreço pela Primeira Arcanista, se sentiu ultrajado com tudo aquilo. Naquele momento, aceitar um pacto com a mesma Legião que os obrigara a dez mil anos de aprisionamento em troca de sua sobrevivência lhe pareceu insanidade.

Thandrys resolve pagar para ver. Ele mantém seu posto, mas notadamente entre os cidadãos que lhe cercavam, ele era um dos Soldados que não oprimia o povo e ainda dava um jeito de ajudar a quem precisasse de provisões de vinho arcano. Constantemente ele abastecia as adegas de Vanthir, um dos líderes da insurgência dos Noctívoros.

Nesse cenário, Thandrys, mesmo com a farda da Vigia Crepuscular, age como agente infiltrado da rebelião. Com a ajuda dos elfos sangrentos, dos elfos noturnos, dos elfos altaneiros sobreviventes e do Kirin Tor, a rebelião invade o Baluarte da Noite, derruba Gul’dan e o governo de Elisande. Uma nova era para os filhos da noite estava para começar.

Com os desdobramentos do novo governo de Thalyssra, Thandrys resolve que é o momento para pedir baixa da Vigia Crepuscular e explorar o mundo. Dez mil anos de isolamento lhe haviam sido suficientemente perturbadores. Havia um imenso mundo a conhecer.

Thandrys então deixa o Baluarte da Noite e parte para Orgrimmar, onde um mundo cheio de aventuras o aguarda!

Botão Voltar ao topo
Fechar