Brogmalen

Brogmalen é um monge tecelão da névoa formado em Pandária no fim do ano 30 de Azeroth. Finalizou seu treinamento logo após a dissipação das névoas que encobriam Pandária e acabou se alinhando à Horda algumas semandas antes da queda de Garrosh Grito Infernal.

Desde então, Brogmalen desbravou a Ilha Perene com coragem, se preparando para perseguir Garrosh em Draenor. Nesse momento, ele enfrenta sua grande crise existencial, voltando suas habilidades para se tornar um Andarilho do Vento, em busca do anel lendário de Hadggar.

Esse foi o momento mais difícil da vida de Brogmalen, porque ele nunca se encontrou verdadeiramente como Andarilho do Vento e logo caiu no ostracismo pelas verdes paisagens de Nagrand. Decidiu então, voltar seu foco para o passado, buscando nas devastadas paisagens de Terralém, sua verdadeira identidade.

Seus encontros semanais com Akama lhe fizeram bem, apesar da radical mudança que seu interior sofreu. Brogmalen se reencontra como Tecelão da Névoa e ingressa na campanha pela conquista da Cidadela do Fogo do Inferno, onde atuou com bravura, curando seus aliados.

A campanha na Cidadela do Fogo do Inferno forjou uma determinação incansável em Brogmalen. Ele sai de Draenor incrivelmente forte, e vai à caça da Legião Ardente motivado e preparado para grandes feitos para salvar Azeroth de sua maior ameaça.

Brogmalen encarou a Legião de corpo e alma. Enfrentou todos os desafios impostos, superou problemas e adversidades. Durante a campanha, ele foi elevado a mestre de guilda. Novas responsabilidades surgiram e novas oportunidades, idem.

Venceu os desafios da Legião e partiu para Dazar’alor pronto para encarar as forças da Aliança e alcançar lugares ainda mais altos.

Após enorme esforço empreendido em auxiliar a Horda em Dazar’alor, Brogmalen encontrou seu pior inimigo. A estafa. Depois de exaurir suas forças comandando seu grupo da Horda, ele retorna para a Ilha Errante para descansar e se recuperar.

Seu futuro agora é incerto, pois ele recuperou parte de suas forças nesse retiro e partiu novamente para Dazar’alor. Chegando lá, foi destacado para seguir Nathanos e acabou caindo na armadilha de Azshara e agora está em Nazjatar. Não se sabe até quando ele conseguirá combater. Só o futuro dirá.

Nesses meses de campanha no Palácio Eterno, Brogmalen conseguiu grande sucesso em batalha, mas seu maior êxito foi se reencontrar consigo mesmo. Com coragem e serenidade, ele inspirou seus colegas a manter-se unidos em mais uma campanha repleta de adversidades.

Dessa vez, seu interior está em paz. Brogmalen conseguiu afastar de si tudo aquilo que lhe fazia mal. Suas vitórias no Palácio Eterno o preparam para os derradeiros passos na Batalha por Azeroth.

Botão Voltar ao topo
Fechar