Jamiell News

Próxima Expansão. Comentários tardios sobre recentes vazamentos

Olá Azeroth!

Com bastante otimismo, nos aproximamos do anúncio da próxima expansão de World of Warcraft®, programado para o dia 19 de abril de 2022 as 13h (horário de Brasília). Mas, como sempre, houveram inúmeros supostos vazamentos nos últimos meses. Vamos analisar o vazamento que “acertou” ao menos o nome da próxima expansão: Dragonflight.

Tudo começa no dia 08 de fevereiro desse ano. Um usuário é criado no fórum do MMO-Champion com o nome Chromatus e posta um suposto vazamento em um tópico chamado “World of Warcraft: Dragonflight”, contendo o seguinte conteúdo:

TLDR
O principal inimigo é Chromatus, apesar de muitas histórias menores.
6 zonas desconectadas (2 delas sendo reformuladas).
4 novas micro classes (1 especialização cada) em vez de uma nova classe completa.
“Class skins’ para algumas classes preexistentes.
Player housing.
Profissões de carpinteiro e madeireiro.
Capital em Dalaran.
Sem aumento de limite de nível.

As recompensas de Shadowlands são reduzidas. Tudo em 10.0 é conteúdo de nível máximo (nível 60) sem squish de nível, então não há necessidade de nivelar se você já tiver personagens de nível máximo. Progressão é apenas progressão de fim de jogo.

Ilhas Dracônicas. Tecnicamente, seu próprio continente, embora seja apenas uma zona dividida em vários mapas. Ilhas flutuantes entre as Ilhas Partidas e Nortúndria.
Lordaeron. Tirisfal/Terras Pestilentas renovadas. Foco Cruzada Escarlate/Luz.
Quel’thalas. Floresta do Canto Eterno/Terras Fantasmas renovadas. Luaprata é uma cidade hostil como Suramar.
Undermine. Cidade-zona abaixo de Kezan. Criminosos e história sem coroa. Totalmente subterrâneo.
Balor. Raça halfling lidando com inimigos vis primordiais (pense em proto-demônios, como as criaturas das Terras Sombrias são para os mortos-vivos).
Uldaz. Segunda zona totalmente subterrânea em Azeroth. História do Titãs/Eluna aqui.

Cavaleiro Dragão. Apenas uma especificação de tanque. Usa armas de duas mãos, fogo, armadura de placas e gritos.
Classe Tinker. Apenas uma especificação de dano. Usa armas, armaduras de malha, bugigangas e trajes mecânicos.
Classe Menestrel. Apenas uma especificação de healer. Usa couro, alaúdes, violinos e panflutes.
Classe Cronomante. Apenas uma especificação de healer. Usa tecido, magia do tempo e magia da areia.
Skin de Patrulheiro Sombrio para Caçadores. Efeitos de feitiços sombrios. Doma mortos-vivos em vez de animais.
Skin Necromante para Bruxos. Pragas em vez de maldições. Invoca mortos-vivos em vez de demônios.
Skin do Pesadelo para Druidas. Efeitos de feitiços e formas animais corrompidos. Pode desbloquear formas muito diferentes (que funcionam da mesma forma que os druidas normais), como cobras e aranhas.
Skin de dragão para xamãs. Efeitos e formas de feitiços dracônicos.
Skin de Guardião para Caçadores de Demônios. Usa magia arcana e sagrada em vez de vil.

Continuam as histórias dos Salões de Classe, embora apenas alguns escolhidos e você as escolhe como os Pactos. Não há diferenças de jogabilidade entre eles, apenas diferentes campanhas, montarias, mogs e companheiros. O Punho de Prata, Sem Coroa, Kirin Tor, Valarjar e Colheita Negra. Você não é considerado o líder da ordem.

Anúncio de expansão em 28 de fevereiro. Anúncio para o anúncio previsto para o dia 18. O objetivo é lançar no primeiro trimestre de 2023.

*Tradução livre do post original: https://www.mmo-champion.com/threads/2614875-World-of-Warcraft-Dragonflight 

Embora esse suposto vazamento traga tópicos insólitos, parece razoável dizer que existem pontos que fazem sentido. Já foram minerados cenários novos nas Clareiras de Tirisfal e existe uma missão dos Elfos Sangrentos nas Terras Fantasmas.

O nome Dragonflight vazou recentemente no código fonte aberto do próprio site da Blizzard, como podemos ver:

Houve também um suposto vazamento sobre a arte da próxima expansão, com foco na Alexstrasza. Realmente, se teremos um protagonismo dos Dragões, Alexstrasza certamente estará em evidência. Podemos dizer que existe coerência em algumas coisas, portanto, vamos debater os tópicos apontados pelo autor.

Com relação aos mapas, só posso dizer que Luaprata não faz sentido se tornar hostil, tendo em vista que isso significaria uma saída deles da Horda ou coisa do tipo. No mais, me parece bem possível a Blizzard querer mexer nesses mapas, até porque mais do que nunca os Elfos Sangrentos estão no centro da trama final de Shadowlands.

As quatro classes com apenas uma especialização me parece muito fora do contexto. Devido aos enormes problemas de balanceamento, é muito improvável que hajam classes com somente especializações de healer. Isso compromete a jogabilidade em mundo aberto e até a questão de conseguir vaga para jogar em masmorras e raids, pois geralmente os postos de tanques e healers são usualmente disputados e exercidos por pessoas de confiança dos Raid Leaders/GM’s.

Façamos uma nota aqui. A proposta de termos classes como Cronomante e Tinker me parecem muito interessantes e promissoras, embora existam algumas outras classes que o jogo já poderia ter lançado. Uma pena que lançar uma classe nova no jogo seja algo tão complexo para os desenvolvimentos futuros e a Blizzard notadamente procura ter muita cautela com isso.

Outro ponto que parece estranho é a questão de não haver sistema de leveling no jogo. Embora haja precedentes em outros jogos, me parece um pouco estranho termos isso no World of Warcraft hoje. Fazer os arcos de missão com o sistema de leveling é muito tradicional dentro do jogo, então eu acho que teremos level cap novo.

As skins de classe me parecem muito prováveis e factíveis, tendo em vista que já existe algum precedente no jogo, que é o caso do bruxo e a missão do fogo vil, que muda o aspecto das habilidades do mesmo. Inclusive, falamos recentemente aqui no site dos Patrulheiros Sombrios, então estou botando fé!

Dalaran é o porto seguro do jogo, então vê-la novamente, apesar da repetição, me parece interessante, porque inclusive o rumor é que ela aterrissará depois de tantos anos.

O sistema de housing é um pedido antigo da comunidade e o mais próximos que chegamos disso foi a Guarnição de Warlords of Draenor. Eu não sei a Blizzard vai encarar isso agora, mas me parece que isso é inevitável que aconteça. De fato, investir em sistemas permanentes no jogo é muito mais recompensador que os corriqueiros poderes emprestados. O sistema inclusive, abre espaço para novas profissões, o que me parece atraente. 

A continuação dos Salões de Classe me parece ok, não vejo grandes impossibilidades disso ocorrer, no entanto, não consigo ver como isso teria sinergia com uma vinculação do jogador à diferentes Revoadas, que me parece um tema muito mais alinhado com os Dragões.

Ainda assim, acho que a próxima expansão terá conteúdos laterais, ou seja, missões e história secundárias, como o próprio vazamento abre a possibilidade. O Flagelo começou a mostrar atividade na missão dos Cavaleiros de Sangue que foi minerada na última build do RTP.

Então é possível dizer que existam mini-eventos onde teremos de conter ataques esporádicos do Flagelo, até que ele seja finalmente contido e aqui eu abro uma enorme possibilidade para o retorno de duas pessoas que fecharam arcos históricos no fim de Shadowlands, Sylvana e Anduin.

Seja como for, estou ansioso e esperançoso por amanhã, pois creio que os próximos conteúdos do jogo sejam mais próximos dos anseios da comunidade, pois o patch 9.2 já caminhou significativamente para esse lado.

Até amanhã, quando falaremos algo de Dragonflight, quer dizer, a próxima expansão!

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo