Crônicas

Epílogo da Quarta Guerra

Olá Azeroth!

Hoje trazemos para vocês o fim da Quarta Guerra. Hoje termina a história da Guerra que iniciou a Expansão Battle for Azeroth, no entanto, a expansão ainda terá um sinistro epílogo decorrente do fim da Guerra.

Com a queda de Azshara e a consequente libertação de N’Zoth, um novo mal espreita Azeroth. Agora os sussurros do deus antigo tomam proporções muito maiores. Assim que os heróis retornam de Nazjatar, eles se deparam com uma insurgência na Horda.

Como é sabido de tempos, Baine Casco Sangrento foi resgatado das catacumbas de Orgrimmar por forças conjuntas de Thrall, Saurfang, Jaina e Matthias Shaw. Forma-se a partir daí e liderada por Saurfang, uma insurgência contra Sylvana Correventos.

A rebelião na Horda ganha seguidores como Lor’themar, Thalyssra e ganha apoio da Aliança. O próprio Rei Anduin colabora com tropas, armas e pessoalmente se dispõe a ajudar a Revolta a tirar Sylvana do poder. Na cabeça do Rei, essa é a forma menos sangrenta de acabar com a Guerra, visto que os demais líderes da Horda também querem encerrar o conflito.

Dessa feita, eles marcham rumo aos portões de Orgrimmar, prontos para invadir a cidade e destronar Sylvana. Porém, ao chegar ao destino, Saurfang percebe que não tem como vencer essa batalha contra seus próprios irmãos e decide desafiar Sylvana para um Mak’gora.

A Rainha Banshee aceita o desafio e após um breve, porém épico duelo, no qual Saurfang fere Sylvana com a Shalamayne (espada do Rei Anduin, concedida a ele para o duelo), ela sai vitoriosa, matando Saurfang com uma magia sombria de origem desconhecida.

No entanto, ela revela absoluto desprezo não somente pela Horda, mas pela vida em si e acaba fugindo de Orgrimmar, deixando o cargo de Chefe-Guerreiro vago. Thrall, Zekhan e Anduin carregam o corpo de Saurfang pra dentro de Orgrimmar para iniciar os procedimentos de sepultamento.

Nesse momento, termina a Quarta Guerra. A Aliança sai como vencedora e a Horda, em enorme prejuízo. Sem um Chefe-Guerreiro e tendo perdido em ambos frontes (Costa Negra e Arathi). A frota naval Zandalari foi praticamente destruída e o Império Zandalari está começando a se reerguer sob o comando de Talanji.

Os Renegados agora enfrentam a dura realidade. Abandonados por sua Rainha, que se escondeu nas sobras, sem que ninguém exceto seus mais próximos saibam seu paradeiro.

Com ela, saem de cena também Nathanos e Gallywix. O Príncipe Mercador deixa seu trono vago para segui-la e ele jamais teria feito isso sem a perspectiva de obter algum tipo de lucro inimaginável.

Em breve teremos um artigo específico sobre o destino dos Renegados e a reaparição da Rainha Banshee, juntamente com o anúncio da nova expansão.

Até lá!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar