Crônicas

Uldir – Corrupção de Sangue na Instalação Titânica.

Olá Azeroth.

Hoje traremos o saldo da primeira Raide de Battle for Azeroth; Uldir. Essa enorme Instalação Titânica outrora fora um centro de pesquisas sobre os deuses antigos. Os titãs aprisionavam e dissecavam os deuses antigos a fim de estudá-los e tentar entendê-los. Tal pesquisa tinha a finalidade de exterminar os deuses antigos sem destruir seu hospedeiro: Azeroth.

O problema é que desses experimentos brutais resultou o nascimento do quinto deus antigo: G’huun. Diante dessa aberração, os Titãs trancafiaram-no em Uldir e fecharam sua entrada com a magia de três selos, cada um deles localizado em uma das pirâmides Zandalari: Atul’Aman, Nazwatha e Dazar’alor.

Durante séculos G’huun foi contido pela magia dos três selos. No entanto, dezesseis mil anos antes da Primeira Guerra, a Pirâmide de Atul’Aman, situada em Voldun, foi destruída por Mythrax.

Essa guerra, conhecida como Guerra Entre os Trolls e os Aqir, ocorrida ainda na Antiga Kalimdor, foi marcada pela formação do Império de Zul (composto pelas tribos trólicas mais poderosas – Gurubashi, Amani e Drakkari), que, com ajuda dos deuses selvagens, conseguiu conter os ressurgentes do Império Azj’Aqir. Para derrotar Mythrax, Sethraliss (loa serpente, adorada pelos trolls e pelos Sethraks) se sacrificou para feri-lo.  

Mesmo ferido, Mythrax conseguiu destruir o selo, mas foi aprisionado dentro das ruínas da pirâmide por Sulthis , Vorrik e Korthek. Com a ameaça contida, eles ergueram um templo ao entorno dos restos mortais de Sethraliss para aguardar que ela retornasse à vida.

Com a traição de Zul e a ascensão dos trolls de sangue, que veneram G’huun como um loa (sendo o deus do sangue) a pirâmide de Atul’Nazman (Nazwatha), que já estava em ruínas desde o Cataclismo, foi invadida. Restava então apenas o último selo, Dazar’alor.

Este selo é destruído quando Mythrax é libertado e marcha em direção à Dazar’alor. Apesar dos esforços da Horda, Rastakhan é ferido no golpe de Estado desferido por Zul (que visava substituir Rezan como loa dos Reis por G’huun, por considerar tanto Rezan, como Rastakhan fracos) e o terceiro selo é rompido, abrindo passagem para que G’huun fosse liberado de seu cárcere e espalhasse sua corrupção e podridão pelo mundo. A sua corrupção então começa a se espalhar pela terra, ameaçando inclusive os outros loas, como Bwomsandi, que começa a perder o controle sobre os mortos.

Este é o cenário que se apresenta aos heróis para o início da raide Uldir. São 8 bosses, sendo G’huun o último. A Batalha para contê-lo é bastante complicada, porém G’huun é derrotado e sua corrupção é contida. Na raide também caem o Profeta Zul e Mythrax.

Por hoje é isso, em breve voltamos com mais histórias e mais conteúdo de Battle for Azeroth, trazendo detalhes da nova Raide, Batalha por Dazar’alor, que traz um novo rumo para a expansão!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo