Rotas perdidas

Os mistérios das Clareiras de Tirisfal – Cap. I

Olá Azeroth!

Hoje trazemos as curiosidades de um dos lugares mais misteriosos de Azeroth. As Clareiras de Tirisfal. Essa região fica no norte do continente dos Reinos do Leste, abrigando as ruínas do caído reino de Lordaeron.

Conhecida por ser a sede do governo de Lordaeron, as Clareiras Tirisfal possuíam bosques verdejantes e pequenas fazendas e vilarejos humanos. É também a localização do Monastério Escarlate, cuja história abordaremos em outro post.

Os ventos da mudança sopraram sobre esse local no início do Warcraft III, quando a praga disseminada pelo Flagelo começa a contaminar os vilarejos e a transformar seus cidadãos em mortos vivos. Os Paladinos da Ordem do Punho de Prata foram acionados para verificar o ocorrido e resolver o problema. Nesse momento, entram em cena Uther, o Arauto da Luz e seu aprendiz, Arthas Menethil.

É conhecido por todos o final dessa história. Arthas mata seu mentor, ensandecido pela ânsia de derrotar o Flagelo, empunha a Espada Rúnica Gélido Lamento, mata seu próprio pai e ruma até a Cidadela da Coroa de Gelo em Nortúndria para se tornar o novo Lich Rei.

No meio dessa história, é que começamos a pincelar curiosidades. Quando Arthas obtém a Gélido Lamento e se torna um Cavaleiro da Morte, ele retorna à Lordaeron para assassinar seu pai, Terenas Menethil II. Podemos acompanhar a cinemática desse momento no fim do Warcraft III:

Após a queda do Rei Terenas Menethill II, Arthas corre direto para a Fazenda dos Balnir, onde jaz Invencível, seu amado cavalo.

Invencível nasceu na Fazenda dos Balnir, no inverno do ano da queda do Reino de Ventobravo. Arthas tinha 9 anos quando o recebera de presente, pois os Balnir eram os criadores dos cavalos utilizados pela família Real.

Dez anos depois, antes de Arthas se tornar Paladino, em uma cavalgada de inverno, Invencível sofreu uma lesão incapacitante e teve de ser sacrificado para evitar o sofrimento pela lesão. Esse evento motivou Arthas a se tornar um Paladino.

Encontrando o túmulo de seu amado Corcel, Arthas utiliza os poderes necromantes da Gélido Lamento para reviver Invencível sob a forma de um morto vivo.

Desde então, quando visitamos a Fazenda dos Balnir, é possível encontrar o túmulo do Invencível aberto, sua cela apoiada numa cerca adjacente e é possível ler a lápide do túmulo do Corcel, que diz:

INVENCÍVEL

Amado corcel do príncipe Arthas Menethil

Coração bravio e leal em vida, que ele encontre paz na morte.

Aos rios límpidos e pastos verdejantes, devotado amigo.

Em breve um novo post sobre as Clareiras Tirisfal!

Que os ancestrais cuidem de ti!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo